PESCADOR AMIGO DA TARTARUGA MARINHA

O PROFAUNA desenvolveu o projeto Pescador Amigo da Tartaruga Marinha para auxiliar os pescadores de Ilhabela (SP) que utilizam o cerco flutuante a evitar a captura incidental de tartarugas marinhas. O cerco flutuante é uma modalidade de pesca que faz parte da cultura caiçara nos litorais norte paulista e sul fluminense.

O Pescador Amigo da Tartaruga Marinha realiza levantamentos da interação das tartarugas marinhas com a pesca de cerco flutuante, a descrição dos tipos de petrecho usados pelos caiçaras e promove campanhas de educação ambiental. O trabalho procura implementar estratégias de gestão da pescaria com cerco flutuante para o desenvolvimento sustentável das comunidades e a conservação das tartarugas marinhas com a soltura das que são capturadas.

Tartaruga-verde (Chelonia mydas)
Tartaruga-verde (Chelonia mydas)
Foto: Arquivo PROFAUNA

 

 

Na prática 

As comunidades que realizam a pesca com cerco flutuante são identificadas e visitadas. Os pescadores são entrevistados individualmente para ser traçado um panorama da interação das tartarugas marinhas com o cerco flutuante e a caracterização do petrecho. O trabalho também prevê a realização de campanhas de educação ambiental e de conscientização sobre a importância da conservação das tartarugas marinhas

 

 

Pescadores caiçaras de Ilhabela (SP)
Pescadores caiçaras de Ilhabela (SP)
Foto: Arquivo PROFAUNA
Pescador soltando 
tartaruga-marinha
Pescador soltando
tartaruga-marinha
Foto: Arquivo PROFAUNA

 

 

A partir dessas ações, pretende-se desenvolver e, posteriormente, implantar estratégias de apoio à sustentabilidade da pescaria de cerco flutuante, buscando formas de agregar qualidade e valor ao pescado capturado.

Em outra etapa do projeto Pescador Amigo da Tartaruga Marinha estão previstos programas de capacitação de membros da comunidade para a formação de ativistas locais na proteção das tartarugas e dos ambientes marinhos. Ao final, espera-se que os membros comunitários passem de agentes extrativistas para protetores das tartarugas marinhas e dos ambientes costeiros, sendo eles próprios os principais agentes multiplicadores dos ideais conservacionistas e culturais, tanto para moradores quanto para turistas.

 

 

Este projeto te interessa? Você pode colaborar conosco e solicitar mas informações. Entre em contato e saiba como ajudar.

Denuncie

O combate ao tráfico de animais silvestres é responsabilidade de todos nós e não apenas dos órgãos de fiscalização do poder público. Toda a sociedade tem de se envolver nessa luta! Sua omissão contribui para que animais continuem sendo vítimas dos traficantes. Saiba como denunciar e o que você pode fazer para ajudar.

Parceiros