O TRÁFICO: COMO COMBATER

Entre 60% e 70% dos animais traficados no Brasil são comprados pelos próprios brasileiros. Então faça a sua parte:

NÃO compre animais silvestres.

NÃO compre produtos feitos com partes de animais silvestres, como penas, peles, garras e ossos.

 

O tráfico de animais só
existe porque tem
gente que compra
O tráfico de animais só
existe porque tem
gente que compra
Foto: Alejandra Arnaiz
Macaco-prego, vítima
constante do tráfico, em seu
habitat
Macaco-prego, vítima
constante do tráfico, em seu
habitat
Foto: Rodrigo Ian T. Branco

EU TENHO UM ANIMAL SILVESTRE EM CASA. 

O QUE DEVO FAZER?

Se você tem um animal silvestre, saiba que manter o bicho em cativeiro, sem autorização do órgão ambiental competente, é crime (Lei 9.605/98).

Mas preste atenção: você NÃO deve soltá-lo.

O animal pode não pertencer ao ecossistema local, competir por comida ou predar bichos nativos, levar doenças para outros bichos, morrer de fome por não saber se alimentar sozinho ou pela área não ter alimentos disponíveis, além da possibilidade de o local ser frequentado por caçadores ou traficantes de fauna.

Então, cuidado. Sua boa intenção pode causar um desequilíbrio ecológico!

O ideal é entregá-lo para o Ibama, à Polícia Ambiental ou ao órgão ambiental de seu estado ou município. O Decreto nº 6.514/08 determina que a autoridade competente deve deixar de aplicar as sanções quando a entrega do animal for espontânea. Portanto, você não sofrerá punição alguma com essa atitude.

EU QUERO DENUNCIAR UM TRAFICANTE DE ANIMAIS.

O QUE DEVO FAZER?

Ao verificar algum local onde ocorra a venda de animais silvestres sem autorização (como feiras livres e lojas de ração, por exemplo) denuncie à Polícia de seu estado. Se possível, informe diretamente à Polícia Militar Ambiental. Infelizmente, o 190 da Polícia Militar não atende bem esse tipo de ocorrência.

O serviço do Disque Denúncia, que recebe informações de crimes pelo número 181, também deve ser utilizado. Lembre-se, a ligação é gratuita e seu anonimato é garantido.

Outra alternativa é o Ibama. O órgão federal mantém a Linha Verde: 0800-618080 (ligação gratuita) ou pela internet, por meio do site da instituição.

Acione as autoridades
quando verificar a venda
ilegal de animais
Acione as autoridades
quando verificar a venda
ilegal de animais
Foto: : CPAm RJ

O PODER PÚBLICO

O tráfico de fauna é complexo e tem de ser combatido pelo poder público com uma série de medidas.
Em resumo:

  • ‣ programas de geração e substituição de fonte de renda para combater a pobreza nas áreas de coleta e captura;
  • ‣ repressão eficiente e sem corrupção;
  • ‣ legislação com punição severa, tipificando o crime “tráfico de fauna” e diferenciando as penas para quem cria sem autorização das penas para quem trafica;
  • ‣ educação ambiental, afinal sem demanda não há comércio; e
  • ‣ boa infraestrutura para o pós-apreensão, com:
  • a) técnicos para primeiros socorros aos animais durante as apreensões;
  • b) rede de Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), que recebem, realizam os primeiros cuidados e dão destinação aos bichos, estruturada e preparada;
  • c) procedimentos eficientes para solturas (introdução, reintrodução e revigoramento populacional);
  • d) áreas para solturas credenciadas e espalhadas por todos os biomas; e
  • e) monitoramento pós-soltura para correção de rotas e aferição de sucesso de metodologias.
Quer saber mais sobre o PROFAUNA? Entre em contato conosco.

Ajude o PROFAUNA

O PROFAUNA desenvolve diversos projetos para conservar a biodiversidade brasileira, com destaque para o combate ao tráfico de animais silvestres. A luta por um mundo mais justo, que respeita as diferentes formas de vida depende de todos nós. Sua participação nessa luta é muito importante!
Saiba como colaborar com nosso trabalho.

Parceiros